pregnant movie

A gestação é uma das fases mais importantes da vida da mulher. Nesse período, ela busca inúmeras fontes de informação sobre os nove meses e não quer perder nenhum detalhe. Os filmes se tornam uma deliciosa experiência na busca por conhecimento, por isso, selecionamos cinco filmes que toda gestante não pode deixar de assistir durante essa fase.

O Renascimento do Parto

O filme retrata a grave realidade obstétrica mundial e sobretudo brasileira, que se caracteriza por um número alarmante de cesarianas ou de partos com intervenções traumáticas e desnecessárias, em contraponto com o que é sabido e recomendado hoje pela ciência. Através dos relatos de alguns dos maiores especialistas na área e das mais recentes descobertas científicas, promove-se o modelo obstétrico atual, promove-se uma reflexão acerca do novo paradigma do século XXI e sobre o futuro de uma civilização nascida sem os chamados “hormônios do amor”, liberados apenas em condições específicas de trabalho de parto.

Bebês

Depois de filmar por um ano quatro crianças de diferentes países (Namíbia, Mongólia, Japão e Estados Unidos), o documentarista francês Thomas Balmès buscava levar ao público as diferentes perspectivas culturais que influem na criação de crianças, do nascimento aos primeiros passos. O resultado dessa experiência é “Bebês”, uma produção tão hipnótica quanto discutível.

O que esperar quando você está esperando

Baseado no best-seller homônimo e contando com grande elenco, o filme mostra cinco casais prestes a terem filhos. Suas descobertas e dificuldades nesta nova fase da vida são apresentadas com muito bom humor nas mais diversas situações.

Ligeiramente grávidos

Alison é uma promissora jornalista que em uma noite de diversão se envolve com o irresponsável Ben. Três meses depois ela descobre que está grávida e o procura novamente, a partir daí começa uma divertida e engraçada vida a três.

Filhos da Esperança

O filme se passa no futuro. Lá, a humanidade está estéril até que surge uma mulher gravida, e ela precisa ser protegida para garantir a sobrevivência da espécie humana.

Postado por Emma Fiorezi em Gravidez, Inspiração, Lazer & conforto | 5 de fevereiro de 2016
Tags: , , ,
comentarios

Fazer uma pesquisa na internet sobre a gestação é muito comum entre as mulheres. Encontrar alguma curiosidade ou informação necessária sobre o período de gestação também é uma das pesquisas mais executadas do Google. Pensando nisso, o UOL criou um infográfico* para as gestantes semana a semana.

O período de gestação leva aproximadamente 40 dias. Durante esse tempo, a alegria de ser mãe passa por inúmeras dúvidas e apreensões. Para ajudá-la no acompanhamento dessas mudanças, perceba que o infográfico é bem completo e revela todas as emoções e preocupações durante os nove meses. Detalhes como oscilação de humor, dietas, exercícios físicos e alterações físicas e psicológicas são alguns dos destaques da coletânea.

A partir da quinta semana já é possível visualizar algumas formas do bebê, como o formato do rosto, boca e nariz. É nesta fase que as alterações emocionais ficam em destaque em um link adicional. O infográfico também dá dicas de pré-natal, os possíveis riscos e alguns conselhos de médicos experientes no assunto. O que comer durante a gestação? O infográfico também te explica como deve ser a dieta da grávida.

Se você é daquelas que não dispensam uma boa pesquisa online, acesse o infográfico da gestante no site da UOL e fique por dentro de tudo o que acontece nas (quase) 40 semanas de gestação.

* Infografia ou infográficos são representações visuais de informação. Esses gráficos são usados onde a informação precisa ser explicada de forma mais dinâmica, como em mapas, jornalismo e manuais técnicos, educativos ou científicos. É um recurso muitas vezes complexo, podendo se utilizar da combinação de fotografia, desenho e texto. (via Wikipédia)
Postado por Emma Fiorezi em Leitura, Saúde | 4 de fevereiro de 2016
Tags: , ,
comentarios

O DHA (docosa-hexaenoic-acid ou ácido docosa-hexaenoico) é um nutriente que não pode faltar na alimentação da gestante, bem como das crianças. Trata-se de um ácido-graxo do tipo ômega 3, presente em altas quantidades em peixes de água fria (salmão e saradinhas), leite materno e gema de ovo.

O assunto é novidade entre as famílias, mas especialistas estudam o nutriente há dez anos. Segundo médicos, o DHA ajuda no desenvolvimento cerebral e melhora a visão de crianças, bem como é extremamente importante nos primeiros meses de gravidez.

Com isso, o DHA se torna uma importante nutriente cerebral, pois atua na formação, crescimento e funcionamento do cérebro. Como este órgão começa a ser estruturado ainda no útero, é imprescindível o consumo logo nas primeiras semanas de gravidez. Ele atua diretamente na proteção das células nervosas, logo, a necessidade de ingerir alimentos com esta substância é recomendada para adultos e crianças.

Uma pesquisa da Universidade de Kansas (EUA) mostrou que bebês de mães que consumiram DHA durante a gravidez tinham menos chances de nascer prematuros ou com baixo peso, fatores que podem comprometer seu desenvolvimento. Os resultados são referentes aos primeiros cinco anos de análises (de um total de dez) de um grande estudo que pretende comprovar a eficácia do DHA no que diz respeito ao desenvolvimento da inteligência das crianças. Existem cápsulas de ômega 3 desenvolvidas especialmente para gestantes, com registro na Anvisa. Opte por elas se o obstetra indicar e fique atento à quantidade: devem ter, no mínimo, 100 mg de DHA por grama.

No Brasil, tudo isso ainda é muito recente. Mas, lá fora, o DHA já é considerado essencial para o desenvolvimento infantil. A European Food Safety Authority (EFSA) aprovou, em maio de 2011, que três frases de saúde relativas ao DHA fossem impressas nos rótulos de alimentos fonte ou enriquecidos: “a ingestão de DHA contribui para o desenvolvimento de crianças com idade até 12 meses”; “a ingestão materna de DHA contribui para o desenvolvimento normal da visão do feto e de crianças amamentadas”; e “a ingestão materna de DHA contribui para o desenvolvimento normal do cérebro do feto e de crianças amamentadas.”

* com informações da Crescer e ABRAN – Associação Brasileira de Nutrologia.

Postado por Emma Fiorezi em Gravidez, Maternidade, Saúde | 3 de fevereiro de 2016
Tags: , ,
comentarios

Dicas para montar o enxoval do bebê

1 de fevereiro de 2016

É natural que a mamãe de primeira viagem queira comprar tudo o que achar conveniente para o enxoval do bebê. Antes disso, ela quer caprichar na escolha a fim de não faltar absolutamente nada durante os primeiros anos do filho. Acima de tudo, ter um filho significa gastar muito e, devido a isso, é necessário economizar onde for possível.
Pensando nisso, selecionamos algumas dicas que podem ajuda-la a economizar e ainda garantir que não faltará nada no enxoval do bebê. Confira abaixo:

Gastos na hora certa: você acabou de descobrir que está grávida e sempre fica de olho nas vitrines a fim de encontrar alguma coisa que possa acrescentar ao enxoval, porém o recomendado é que faça as compras mais pesadas entre o quarto e o sexto mês, pois é o período que a gestante está mais disposta a visitar lojas especializadas. Durante esta fase, a futura mamãe já descobriu o sexo do bebê e, provavelmente, já saiba o que é conveniente comprar.

Chá de bebê: realizar o chá de bebê pode ser uma boa opção para complementar o enxoval da criança. Faça uma lista dos itens que precisa para complementar o enxoval, de preferência com a quantidade necessária. Assim você evita ganhar presentes repetidos.

Cuidado com as roupas: escolher as roupinhas do bebê pode ser uma tarefa difícil, porém lembre-se que os primeiros meses é uma fase delicada para a criança. Descarte roupas com zíperes e botões, pois podem machucar de alguma forma. Opte por sapatinhos de tecido malevável para facilitar o movimento e crescimento correto dos pés.

Preste atenção no clima: se o nascimento do bebê está previsto para o inverno, opte por roupas feitas de flanela, plush, moletom e veludo de algodão. Caso contrário, se o bebê nascer no verão, opte por roupas feitas em algodão e de linha.

Coberta para enrolar: mais leve do que um cobertor, a coberta para enrolar é uma boa opção para os recém-nascidos, principalmente em um passeio ou no colo da mãe. Escolha uma de linha para os dias mais quentes e outra de lã antialérgica ou de soft para o frio. Cores neutras combinam com tudo.

Tecnologia de mais: aparelhos tecnológicos não são cruciais, por isso, peça recomendação de mães que já passaram por esta fase e veja se realmente vale a pena adquiri-los.

Conheça o produto: é recomendável comprar fraldas em grande quantidade quando você conhece o produto. O mesmo vale para outros produtos de bebê. Seja racional.

Praticidade na escolha das roupas: antes de você comprar alguma peça para o bebê, pense na praticidade de usá-lo por mais tempo. Por exemplo, macacões ou calças sem pés (ou com pés que “abrem e fecham”) podem ser usados por um longo tempo, mesmo se a criança crescer muito nos primeiros meses. Bodies de malha baratinhos costumam deformar na primeira lavagem e acabam dando prejuízo.

Vá por etapas: comece comprando o básico até o bebê crescer para avaliar o que será necessário ao longo dos meses. Não adianta comprar muitos casaquinhos para depois não usá-los com as mudanças climáticas, o mesmo vale para as fraldas: não compre grandes quantidades nos primeiros meses, pois o bebê cresce e costumam não servir ao longo dos meses.

Postado por Emma Fiorezi em Gravidez, Maternidade | 1 de fevereiro de 2016
Tags: , , , ,
comentarios

sgdfghhfghfgh

A apresentadora Mariana Ferrão escolheu o body mescla, da coleção Verão 2016 para apresentar o Bem Estar de hoje. Nós amamos a escolha, e vocês?

Postado por Emma Fiorezi em Clipping | 28 de janeiro de 2016
Tags: , , ,
comentarios

Há algumas semanas atrás, o fotógrafo nova-iorquino Ken Heyman encontrou uma série de imagens que registrou há 50 anos. O material estava em uma agência em que trabalhava e, logo que foi contatado, decidiu retornar ao local para verificar outras obras do passado.

Dentro de um envelope com a palavra “mães” estava uma série de fotografias antigas, captadas em 1965, na companhia de Margaret Mead – na qual trabalhava em um livro chamado Family, que usou parte destas imagens. O trabalho foi tão elogiado na época, que recebeu a indicação do prêmio Pulitzer, que reverencia a excelência de trabalhos jornalísticos.

Confira as imagens em nossa galeria abaixo via Hypeness

Postado por Emma Fiorezi em Inspiração, Maternidade | 26 de janeiro de 2016
Tags: , ,
comentarios

Salada rápida de grão de bico

22 de janeiro de 2016

salada_de_grao_de_bico_light

Prática e deliciosa, a salada de grão de bico é uma ótima opção para quem não dispensa uma alimentação saudável em meio à correria diária. O grão de bico é uma leguminosa indispensável e fonte de fibras que baixam o colesterol. Além disso, ele impede os níveis de açúcar subirem rapidamente após alguma refeição. Então aprenda a fazer esta deliciosa receita:

Ingredientes:
2 xícaras de (chá) grão de bico (cozido)
3 ovos (cozidos)
2 tomates (médios)
4 colheres de azeite (extra-virgem)
Salsinha, pimenta do reino e sal

Modo de preparo: Em um recipiente grande, adicione o grão de bico cozido (ou de caixinha), junte os tomates picados em cubos pequenos, salsinha, pimenta do reino, sal e o azeite, misture bem para cobrir todo o grão de bico com o molho. Leve para geladeira e na hora de servir junte o ovo picado.

Receita via Receitas de Minuto. 

Postado por Emma Fiorezi em Culinária, Saúde | 22 de janeiro de 2016
Tags: , ,
comentarios

Dentre as preferências mais comuns das gestantes está o parto domiciliar, devido à comodidade do ambiente e emoção do momento. Para que seja realizado, é preciso atentar-se aos detalhes e as boas condições e, claro, que seu obstetra dê o aval para que seja realizado. Para que o parto em casa seja realizado, é preciso que a gestação tenha transcorrido sem nenhum problema, bem como o trabalho de parto. Confira alguns requisitos para a realização:

Para realizar o parto domiciliar, é preciso que a gestante tenha sido acompanhada desde o início por meio de exames de pré-natal e precisa ser de baixíssimo risco. Aliás, a mulher precisa estar preparada psicologicamente e disposta a vivenciar esta experiência. No parto em casa, por exemplo, não é possível tomar anestesia. Antes de tudo, é necessário que a família apoie a gestante em sua decisão. Todo apoio de familiares, bem como do esposo, é fundamental para o nascimento do bebê.

Outro detalhe importante para a realização do parto, é que as providenciar pré-natais devem incluir planos de contingência para acesso a um centro de referência com uma equipe adequada. Além disso, o médico é responsável por levar todo o equipamento, desde o aparelho de ultrassom até uma ambulância que fique de prontidão na rua.

Qualquer sinal de insegurança por parte da gestante ou dos médicos, melhor ir para a maternidade. Afinal, o parto pode ser transferido caso haja alguma irregularidade com a mãe ou o bebê.

Postado por Emma Fiorezi em Gravidez, Saúde | 21 de janeiro de 2016
Tags: , , ,
comentarios

Beleza: o poder do óleo de argan

19 de janeiro de 2016

Muita gente conhece ou já ouviu falar sobre o poder que o óleo de Argan tem sobre os cabelos, mas o que muitos não sabem é que a sua composição também é benéfica para outras finalidades. O óleo é um produto natural feito a partir da pressão das amêndoas extraídas e dos frutos secos de Argan, uma árvore do sul de Marrocos. O produto tem 80% de gorduras insaturadas e rico em vitaminas A, D e E; tornando-o um ótimo lubrificante e emoliente.

Nos cabelos ele traz sedosidade, macieza, brilho e maleabilidade, formando uma película protetora sob os fios. O tratamento tem um ótimo resultado nos cabelos secos ou com tinturas, resgatando todo o brilho natural.

A grande variedade de produtos feitos a partir do óleo de Argan é sucesso entre cabelereiros e mulheres que não dispensam uma boa tintura de cabelo. Dentre os mais usados estão os shampoos e condicionadores feitos a partir da essência desse óleo, possibilitando uma beleza superficial nos fios.

Outra finalidade ótima do seu uso é a fórmula para a pele. É natural termos uma pele mais oleosa devido ao clima do nosso país, mas o produto é eficaz na prevenção de estrias, acne, eczemas e rugas. Ele possui ácidos graxos essenciais (anti-inflamatórios), fitosteróis (protege o colágeno de degradação) e outros componentes com o poder antioxidante. Sua aplicação é simples: aplique algumas gotas no rosto e corpo e adicione loções hidrantes sempre após o banho, quando os poros estão limpos e propícios na absorção de qualquer produto.

Outras curiosidades sobre este ótimo produto é que sua composição retarda o envelhecimento, previne doenças de pele como a psoríase e a neurodermite, estimula a elasticidade e oxigenação da pele, reestrutura e endurece as unhas e pode ser usado como anti-séptico. Não é à toa que está fazendo sucesso entre as mulheres, inclusive as celebridades como Penélope Cruz, Deborah Secco e Alessandra Ambrósio.

Postado por Emma Fiorezi em Beleza, Saúde | 19 de janeiro de 2016
Tags: , , , ,
comentarios

Os benefícios da yoga na gestação

18 de janeiro de 2016

A prática da Yoga durante a gravidez traz inúmeros benefícios para a saúde da nova mamãe, inclusive para a saúde e a mente. Profissionais da área indicam a prática para fortalecer o vínculo e assegurar uma recuperação mais rápida no pós-parto, independente de qual tipo escolhido. Como já falamos vez passada por aqui, a gestante que tem o hábito de praticar exercícios físicos consegue vivenciar uma gravidez com mais tranquilidade e livre dos incômodos causados nesta fase.

Pensando nisso, a ioga é uma ótima oportunidade para as mulheres que buscam relaxar e meditar sobre este momento. Dentre os benefícios mais conhecidos da prática estão o alívio da coluna lombar, uma vez que a barriga da gestante cresce e a coluna se adapta ao aumento do peso. Outro benefício é evitar o inchaço das pernas, também causado pelo volume da barriga da gestante.

Além disso, a ioga favorece a circulação venosa e a circulação linfática, que contribui para diminuir o inchaço dos tornozelos e inchaço geral. Para ajudar você a melhorar a condição de vida durante a gravidez, separamos um trecho de uma aula de ioga disponível na internet para você se inspirar.

Postado por Emma Fiorezi em Gravidez, Saúde | 18 de janeiro de 2016
Tags: , , ,
comentarios

Postagens anteriores

Copyright © 2015 Emma Fiorezi Desenvolvido por Agência Eleve