Primeira compra? Ganhe R$20 OFF com o cupom PRIMEIRACOMPRA

Frete grátis nas compras acima de R$250

A primeira troca é grátis

Blog Emma Fiorezi

Contração de treinamento: acabe de uma vez com as suas dúvidas!

Você já ouviu falar sobre contração de treinamento? Também conhecida como contração de Braxton Hicks ou contrações falsas, o termo pode parecer um pouco assustador para as gestantes, mas na verdade é apenas uma ação natural do corpo que não deve trazer preocupações.

Convidamos a Greizer de Souza, que é doula, instrutora de pilates para gestante e fisioterapeuta obstétrica e pélvica, para explicar com propriedade tudo o que você precisa saber sobre as contrações de treinamento e o que fazer no momento em que elas aparecerem.

O que são contrações de treinamento?

Como o próprio nome já diz, elas são como um treino do corpo para o parto. A especialista explica que a sensação é de endurecimento da barriga: ela fica totalmente dura, mas depois relaxa. Apesar de parecer algo apavorante, ela afirma que é algo normal e que não significa que o bebê vai nascer prematuramente.

Qual sua função?

“Alguns especialistas acreditam que a contração de treinamento contribui para o afinamento do colo do útero, o preparando para a dilatação necessária para a passagem do bebê”, conta Greizer. Elas serviriam, ainda, para tonificar os músculos uterinos, já que ele precisa realizar a dilatação necessária no dia do parto.

Com quanto tempo de gestação elas costumam aparecer?

As contrações de treinamento podem ocorrer em qualquer etapa da gravidez, mas o mais comum é começarem a aparecer na transição do segundo para o terceiro trimestre.

E aqui vai um lembrete importante da doula: “nem todas as gestantes vão ter as contrações de treinamento e não há nada de anormal nisso”.

Como diferenciar as contrações de treinamento das contrações de trabalho de parto?

De treinamento

– Desconfortáveis, porém, indolores: são chatinhas, mas não causam dor;

– Param quando a gestante vira de lado;

– Sem aumento de intensidade: o desconforto é aquele e pronto. Não vai piorando ao longo do tempo.

– Curta duração: elas não acontecem mais do que duas vezes por hora e duram menos de 1 minuto.

De Parto

– Dolorosas: as contrações de trabalho de parto causam dores parecidas com uma cólica;

– Não param quando a grávida muda de posição, pois são contínuas;

– O grau da dor vai aumentando entre uma contração e outra; 

– Longa duração: podem acontecer a cada 10 minutos, diminuindo o tempo entre uma e outra, até o momento do parto.

O que a mulher deve fazer quando sentir as contrações de treinamento?

Pedimos para a Greizer nos dar algumas dicas do que a mulher pode fazer para lidar com o desconforto causado por esse tipo de contração. Anota aí!

– Beba água: a desidratação pode causar diversas reações nas gestantes; 

– Tome um banho morno: o calor da água pode colaborar com o relaxamento dos músculos uterinos e diminuir as contrações;

– Evite fazer grandes esforços: exercitar-se na gestação é muito importante, porém, com cuidados;

– Vá ao banheiro: segurar o xixi pode desencadear uma contração, portanto, vá sempre que sentir uma pequena vontade;

-Mude de posição: não hesite em procurar sempre a posição mais confortável para realizar as suas atividades;

– Respire fundo: essa dica é simples, mas vale para muitos momentos de tensão durante a gravidez. Feche os olhos, se concentre na sua respiração e deixe a contração ir embora.

Gostou das dicas? Então, aproveita e já segue a Greizer lá no Instagram (@greizerfisio) para aprender ainda mais com todo o conteúdo que ela posta em seu perfil e também para acompanhar o trabalho incrível que ela realiza.

Veja também:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carrinho
Sidebar

Faça parte do nosso clube e receba tudo em primeira mão

Cadastre seu email e receba nossos informativos com novidades e promoções exclusivas para os assinantes

Informações sobre Covid-19 e entregas

Entrar

Sem cadastro ainda?