Blog Emma Fiorezi

Yoga e gravidez: uma combinação maravilhosa

A futura mãe está aguardando a chegada do seu bebê e se preparando para o desafio de cuidar e educar uma criança. Nesse momento, muitas preocupações e a ansiedade para o parto podem estressar a grávida, por isso é importante buscar atividades que acalmam, como o Yoga. Praticar esses movimentos milenares durante a gravidez irá beneficiá-la para uma maior harmonia entre o seu corpo e o prazer de sentir o seu bebê. Essa é uma excelente escolha para ambos. 

Aqui na Emma Fiorezi separamos para você alguns benefícios de praticar yoga na gestação, vamos lá:

– Revitaliza – As poses alongam, fortalecem e relaxam os músculos, para que o praticante se sinta mais disposto. O objetivo é que a pessoa possa viver melhor e de forma mais produtiva;

– Alivia as dores – As nossas emoções causam efeitos no seu corpo (cólicas, enxaquecas, etc.), porém essa é uma via de mão dupla: se as suas emoções podem causar efeitos físicos, então, alterações físicas podem mudar a forma como você se sente. Por isso, as posições proporcionam relaxamento e estabilidade emocional. Um corpo relaxado pode descansar a mente.

– Melhora a Respiração – Para a mamãe ficar mais tranquila na hora do parto, uma respiração adequada é fundamental. Então, é importante praticar alguns dos exercícios do yoga que trabalham essa questão, além disso, eles também são importantes durante a gravidez para oxigenar o corpo do bebê.

– Alivia os inchaços – Yoga faz com que o coração bata mais rápido e os rins trabalhem mais. Dessa forma, a retenção de líquidos diminui, assim como a sensação de inchaço. As posições que tencionam os músculos inferiores também fazem com que a circulação funcione melhor e o inchaço suma.

– Fortalece o assoalho pélvico –  É importante que essa musculatura seja trabalhada durante a gravidez para evitar que o bebê nasça prematuro ou que a mulher tenha incontinência urinária de esforço. Quando essa musculatura está forte, a chance de parto normal é maior, pois, assim, o corpo tem mais energia para empurrar o bebê para fora.

É importante saber que os benefícios do yoga vêm com a regularidade. Portanto, a prática deve ser feita, pelo menos, duas vezes na semana. Mas lembre-se de que o excesso é prejudicial, podendo levar à exaustão e, consequentemente, à falta de nutrientes para o bebê.

Além desses benefícios, a atividade também estimula a flexibilidade corporal e ajuda a gestante a manter uma boa postura, prevenindo as dores de modo geral. 

 

Após o nascimento do bebê ainda vale a pena continuar praticando, o Yoga pode vai te proporcionar um bem-estar pra vida toda. E aí, preparada?

 

Veja também:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carrinho

fechar

Entrar

fechar

Sidebar